29 de junho de 2015

#LoveWins

Há 3 dias atrás, entrei no meu Facebook e me deparei com uma timeline colorida. A grande maioria dos meus amigos mudavam sua foto de perfil para uma com a bandeira do movimento gay. Não foi preciso muito para descobrir o que estava acontecendo: a Suprema Corte americana finalmente tinha aprovado o casamento homossexual em todos os Estados do país.


Fonte: www.brasilpost.com.br

Há pelo menos 40 anos, nos EUA, os movimentos LGBT lutam para oficializar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O Estado de Massachusetts tornou-se em 2004 o primeiro do país a legalizar o casamento homossexual. No Brasil, eles acontecem na prática desde 2011, e desde 2013 o Conselho Nacional de Justiça decidiu que os cartórios brasileiros são obrigados a celebrarem-os.

A Suprema Corte americana julgou na semana do dia 26 o caso "Obergefell vs. Hodges", onde o americano James Obergefell processou o Estado de Ohio (representado pelo político Hodges) por não o reconhecer como viúvo de seu falecido parceiro, John Arthur. A decisão deveria atingir todos os casais homossexuais do país para que pudessem oficializar suas uniões, apesar da resistência dos Estados conservadores. 
Os juízes determinaram que a partir de agora todos os Estados devem emitir licenças de casamento para casais do mesmo sexo e reconhecer uniões do mesmo sexo que foram legalmente realizados em outros estados.


Página do Facebook da Casa Branca homenageia o movimento gay. Fonte: www.brasilpost.com.br

Claro que, como em todo acontecimento, existem aqueles que seguem a tendência e mostram apoio, mudando suas fotos do perfil, e aqueles que preferem não seguir por qualquer motivo que seja. Para mim, o que importa não é isso, mas sim a conquista. A luta dos homossexuais ainda é grande, tanto contra países que ainda não aceitam sua união, quanto contra pessoas que em pleno século XXI não entendem que o amor pode vir de muitas formas diferentes. Todas legítimas. Todas lindas. 

Para mim, uma pessoa gostar de outra do mesmo sexo nunca foi estranho. Devo isso ao meu primo João Victor Rosa, que quando eu era pequena, me revelou que gostava de meninos, e me ajudou a entender que isso era tão normal quanto eu também gostar de meninos. Ele me ajudou a entender e a olhar isso de forma completamente natural; primo, te agradeço muito por isso.


Só espero que todos aqueles que não tiverem uma ajudinha como eu possam um dia entender que o amor é algo lindo demais para ser impedido por qualquer motivo que seja. Que, se duas pessoas sentem algo especial uma pela outra, devem ficar juntas e terem sua união reconhecida. Espero que todos possam um dia respeitar as diferenças, e sentir, no fundo do coração, esse respeito (porque só entender não basta: precisamos sentir). 

E para todos os homossexuais, deixo aqui minha enorme alegria por mais essa conquista, e meu mais sincero apoio em todas as batalhas que ainda estão por vir. Nunca se esqueçam: o amor sempre vence, em todas as suas formas, cores e jeitos. #LoveWins

Ator Ian McKellen e Derek Jacobi comemoram a conquista

Um comentário:

  1. Muito bom saber que os gays e lésbicas estao ganhando mais espaço na sociedade e conquistando seus direitos!! #LoveWins

    http://comoseeufossepoeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir