9 de agosto de 2015

Feliz Dia dos Pais!


Meu pai? Ah, meu pai só me dá orgulho. Ele passou na faculdade de Medicina e não repetiu nenhum ano (com uma ajudinha da minha mãe, claro), e hoje é um dos melhores médicos da cidade de Campinas (na minha nada humilde opinião). Meu pai tem pacientes que ligam pra ele porque só confiam nele, porque ele sempre sabe o que fazer. Meu pai sabe de tudo um pouco, e de pouco um tudo. Meu pai é médico e ainda arruma tempo para nadar, fotografar, ler jornal e cuidar de três filhos. Meu pai já não é mais o jovem dessas fotos, mas mantém a alma e o jeitinho de criança quando brinca com a gente, quando fica todo animado quando viajamos, quando dançamos juntos em festas e quando pergunta pra minha mãe qual roupa ele deve colocar pra sair. Meu pai trabalha o dia todo durante a semana, e em alguns finais de semana também, mas ainda assim tem tempo pra assistir filme com a gente e pra sair pra passear. Meu pai me ajuda em absolutamente tudo, me dá muito carinho, e talvez seja culpa dele eu ser tão manhosa. Mas também é culpa dele eu não ter (tanto) medo de errar, porque eu sei que ele vai estar do meu lado pra me ajudar a concertar a bagunça, ou pra me ensinar a consertar. Ele me ensinou que os momentos ruins passam, que a gente não deve ter medo de tentar, me ensinou a andar de bicicleta, a gostar de montanha-russa e a não falar "pra mim fazer". Meu pai sempre diz que tiraria toda a dor de mim e colocaria nele, só pra me ver feliz. Ele me fala coisas tão lindas que acabou me ensinando que a gente não chora só de tristeza, mas de emoção também (como estou fazendo agora). Meu pai estava lá quando eu dei meu primeiro suspiro, quando falei minhas primeiras palavras, quando aprendi a andar, quando tive minha primeira decepção amorosa, quando entrei na faculdade; ele estava lá e sofreu e comemorou comigo. E eu ainda quero compartilhar muita coisa com ele, porque ele é meu companheiro e quero ter tempo pra retribuir todo o amor que ele sempre me deu.
Meu pai? Ah, meu pai é meu herói. Espero poder um dia me tornar um terço do que ele é, já estaria mais que satisfeita. Porque meu pai faz jus ao título que eu atribuí a ele em todas as minhas cartinhas de dia dos pais, desde que eu era pequena e aprendi a escrever: o de melhor pai do mundo.
Feliz dia dos pais, papai. 

Da sua filha que te ama demais,
Ana Luísa

Nenhum comentário:

Postar um comentário