17 de agosto de 2015

Sensibilidade


Está escrito ai, no título desse post, uma palavrinha que está tão em falta hoje em dia, mas ninguém discute sobre isso. Mas não a uso aqui para me referir a pessoas que se emocionam e choram com facilidade, mas sim a uma espécie em extinção: pessoas que conseguem sentir o que os outros estão passando e, por isso mesmo, sabem o que fazer. Explico: sabe quando você está naquele dia em que tudo está te irritando, e ai, como uma espécie de lei da vida, vem um monte de gente ficar em cima de você? Mas sempre tem aquela pessoa que respeita seu espaço, que só fica perto pra não te deixar sozinha, mas sem fazer uma pergunta ou tentar tirar de você o que aconteceu. Essa pessoa é sensível com o que você está sentindo. Ela entende que todo mundo tem seus dias complicados, e às vezes tudo o que você precisa é de alguém que respeite isso. Simples assim.
Uma pessoa sensível sabe quando você precisa de um conselho, ou quando você só precisa desabafar mesmo. Ela sabe que não tem porque brigar com você por uma coisa boba quando seu dia já está muito ruim; ela deixa pra outra ocasião, ou mesmo esquece porque sabe que, pra começo de conversa, não vale a pena brigar por coisas bobas. Alguém sensível não perde tempo disseminando palavras maldosas porque sabe que o mundo já está cheio delas; mas dissemina sim palavras carinhosas sempre que elas cabem em uma situação. Uma pessoa sensível pratica a famosa frase "não faça para os outros o que não quer que façam pra você" muito melhor do que qualquer um. E, o mais importante: respeita até mesmo aquelas pessoas difíceis de se conviver porque conseguem sentir nelas um motivo para serem assim.
Ok, talvez ninguém consiga ser tão doce a esse ponto. Mas a sensibilidade com os outros é uma atitude que está muito em falta, sendo substituída pela maldade. Esquecemos dela nas atitudes mais cotidianas. Não conseguimos mais perceber o que os outros estão passando. Mas nada está perdido, é tudo uma questão de prática: basta olhar para seu amigo, pai, mãe, irmão, namorado, que você vai saber o que eles precisam nesse momento. E eu garanto, na maior parte das vezes, é só de alguém que os compreenda.
Para hoje, desejo isso: que possamos ser mais sensíveis com os outros. E o resto (respeito, carinho, paciência) vem de brinde. Amém?  

Nenhum comentário:

Postar um comentário