16 de outubro de 2015

Palavras que machucam; palavras que salvam - por Júlia Groppo


Como estudante de Jornalismo que sou, estou sempre em busca de aprimorar meu vocabulário, desenvolver meus textos, melhorar o uso de palavras e, principalmente, agregar SENTIMENTO ao que escrevo. Como boa ‘’analisadora de mundo’’ que sou - se é que posso descrever assim -, estou a todo o momento de olho em tudo. Meus olhos não param; minha mente então... Essa aí faz hora extra. Foi aí que, num dia desses, descobri a importância das palavras. Ultimamente, elas têm feito muito mais sentido na minha vida. Palavras podem machucar tão profundamente da mesma forma que podem salvar uma vida. Ta aí a importância de saber usá-las: a linha tênue que as divide.

Aqui uma certeza ainda maior sobre elas: as pessoas vão se lembrar das vezes em que você soube usar as melhores para ajudá-las. Mas, mais que isso, elas vão lembrar-se das vezes que uma palavra às feriu. Percebem a importância? É algo que praticamos a todo o momento, já que falar é algo constante na vida do ser humano. Nós mulheres, vejam só, falamos cerca de  V I N T E M I L delas por dia, segundo um estudo. Sim. Imaginem só quantas delas saem de nós sem nem percebermos... Mas ainda assim, é algo que continuo defendendo: o cuidado com o qual você deve usá-las.

Parece que, hoje em dia, ninguém mais está preocupado com o que o outro pode sentir pela forma que você o trata, pelas palavras que você usa com ele. Isso faz uma bela de uma diferença, minha gente; ainda mais se você tiver ao seu redor pessoas sensíveis como essa que vos fala. Aproveito para admitir que, com a correria do dia a dia, também sou uma vítima desse problema e acabo me esquecendo do quão importante seria pensar melhor nas palavras que saio dizendo por aí, no sentimento que coloco nelas e na forma como soam ao sair da minha boca. Na forma como aquela pessoa tão especial (ou mesmo que não) possa se sentir.

Já haviam pensado nisso antes?

Seja o ‘’por favor’’, o ‘’com licença’’ e o ‘’obrigado’’. Seja o ‘’eu te amo’’, o ‘’senti a sua falta’’ e também o ‘’vai passar’’. Seja o ‘’parabéns’’, o ‘’você merece’’ e ainda o ‘’continue assim’’. ‘’Eu acredito em você’’, ‘’tenha fé’’, ‘’segue em frente’’. Seja pelas palavras, sinta por elas.

Saiba usá-las.


Júlia Groppo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário