14 de dezembro de 2015

Degrau por degrau - por Júlia Groppo

Já ouviram falar que o que importa nessa vida não é descobrir aonde vamos chegar, mas sim aproveitar a jornada que vivemos até lá? Nos últimos meses, isso tem feito muito sentido para mim. Cada passo dado, por menor que seja, faz parte de toda uma trajetória que construímos e tudo o que fazemos pode nos servir logo à frente. De forma positiva ou negativa – isso depende de cada um, né?! 

O que é a vida senão o dia após dia que vivemos e que, quando juntos, formam toda a nossa história? E isso inclui os momentos bons, os ruins, os inesquecíveis, os mais simples... É por isso que se torna necessário aproveitar o caminho, nos colocar no ‘’ponto morto’’, curtir a paisagem, apreciar o que está ao nosso redor. Respirar fundo e sentir.
Muitas vezes, colocamos nosso coração e mente numa velocidade tão alta para que alcancemos logo tudo o que desejamos que nos esquecemos de olhar em volta e aproveitar as pequenas coisas que a vida nos proporciona. Pequenas e boas – e que fazem a maior das diferenças, viu? E é exatamente quando você se permite desacelerar que pode enxergar tudo isso.

Portanto, que tal prestar mais atenção aos pequenos detalhes da vida? Às atitudes, por mais simples que sejam, que tomamos todos os dias? Porque não entender, de uma vez por todas, que cada uma delas interfere diretamente no que vamos encontrar lá na frente? É degrau por degrau nessa longa escada na qual somos ensinados a subir desde pequenos.

E então, meus caros, o que é a vida senão observar e absorver cada degrau que subimos? Dos mais extraordinários aos mais turbulentos.

Degrau por degrau. Um dia a gente chega lá. Ou chegar lá não seja mais tão importante... O melhor mesmo a gente encontra pelo caminho.


Júlia Groppo

Um comentário: