13 de dezembro de 2015

Feliz Aniversário!

Primeiro texto do blog!
Hoje, dia 13 de dezembro, o Reino das Palavras completa 1 ano de existência. Pensei durante muito tempo no que eu podia fazer para marcar esse dia; e olha, como pensei. No fim, decidi apelar para a boa e velha escrita, afinal de contas, é o que nos une: blog e blogueira.

Um ano atrás, eu decidi colocar em um lugar público os textos e reflexões que eu fazia. Por quê? No começo, queria que as pessoas lessem. Queria que dessem opiniões, que me dissessem de alguma forma que eu tenho talento para isso. 
Só que esse objetivo quase me custou o blog. Eu quis desistir. Não estava arrumando tempo para atualiza-lo tanto quanto gostaria, e não estava tendo o retorno que esperei.
Mas, quando eu decidi abrir o computador para exclui-lo, me veio um vazio. Uma dor no coração. Parecia que eu estava desistindo de uma parte de mim, e por quê? Porque eu queria mais elogios? Porque eu queria confetes em cima de mim? Porque eu queria ser uma blogueira rica e famosa? Essa não era eu. Nunca tive necessidade de me destacar, nunca quis que minha vida fosse um espetáculo. Por que raios meu blog tinha que ser diferente?


Naquele momento, pensei nas pessoas que tinham vindo até mim e me falado que algum texto meu tinha ajudado. Pensei naquelas que me elogiaram. Pensei nos estranhos que comentavam nos meus posts. Poucos? Sim. Mas suficientes para não me fazer desistir. Afinal de contas, se eu consegui, com as minhas palavras, ajudar uma pessoa que seja nesse mundo, já estou mais do que agradecida.

Não exclui o Reino das Palavras. Modifiquei-o. Estabeleci uma rotina de postagem. Investi em um layout mais bonitinho. Comprei o domínio. E continuei. Foi a melhor decisão. E o engraçado foi que, quando eu parei de me importar com a quantidade de pessoas que estavam lendo, mais visitas eu tive. Fico muito feliz, claro. Mas hoje, esse não é meu objetivo.

Então qual é seu objetivo, Aninha? 
Escrever. Aprimorar aquilo que eu mais amo fazer. Ajudar, quem sabe. Tornar a vida de quem lê mais leve, ou pelo menos tentar. Mostrar que ninguém está sozinho nesse mundo: todos temos angústias, frustrações, ansiedades. Não tenho medo de mostrar esse meu lado. Assim como mostro que às vezes ser positiva e pensar que tudo vai dar certo não é tão difícil assim. 

Encerro esse texto agradecendo você, caro leitor ou leitora, que me acompanha, ou mesmo que lê um ou outro texto. Obrigada por estar aqui, por compartilhar desse reino de palavras comigo. Um ano se passou, muitos outros virão, e minha intenção é sempre melhorar esse espaço tão meu, mas ao mesmo tempo, tão seu também.

13 de dezembro de 2015. Feliz aniversário, meu cantinho preferido da internet. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário