23 de dezembro de 2015

O que eu achei sobre: Star Wars Episódio VII


Fazia tempo que eu não escrevia a minha opinião aqui sobre filmes que assisti no cinema. Esse, em especial, merece um lugarzinho no meu blog. 

Fui assistir o mais novo filme do Star Wars na segunda-feira com meu pai e minha irmã. Logo que começou, com a clássica entrada e a clássica música, fiquei completamente arrepiada. Meu pai virou pra mim e disse: "Você não tem noção, eu assisti esse filme pela primeira vez há mais de 30 anos". Fiquei imaginando como teria sido pra ele assistir essa entrada seis vezes no cinema, e anos depois, assistir de novo com suas filhas. A partir disso, eu sabia que, independente de como fosse o filme, esse momento ficaria marcado de uma forma especial para os amantes de cinema como eu. Seria um momento de voltar ao passado e unir diferentes gerações por um amor em comum: uma saga que se passa em uma galáxia muito, muito distante. 

Vamos às críticas:

Posso dizer que o filme atendeu a todas as minhas expectativas; só não digo que as superou porque eu já fui para a sala do cinema esperando muito (um erro que preciso parar de cometer). O enredo mistura cenas de batalha e ação com um toque de comédia, tendo como plano de fundo a nostalgia trazida por personagens antigos: Leia, Han Solo e Chewbacca. Já os novos personagens trazem sensações diversas, como leveza (com o simpático BB-8), coragem (com a talentosa Rey) e humor (com o ex-stromtropper Finn) . A história encaixa-se perfeitamente com o final do episódio VI, mas algumas coisas não ficaram muito bem explicadas para mim: porque o personagem Finn era diferente dos outros stromtroppers, sendo que foi treinado da mesma forma, e porque o vilão Kylo Ren entregou-se ao lado negro da Força quando ainda treinava com Luke. Talvez isso será melhor explicado nos próximos filmes. Mesmo assim, o filme é digno de toda a comoção e expectativa que gerou antes mesmo de ler lançado. Cenas emocionantes, frases impactantes, amor, aventura, luz e trevas, tudo misturado em um filme que conseguiu conservar a essência dos antigos episódios e mistura-la com novos elementos cuidadosamente criados e encaixados. Uma perfeita mistura de gerações, é assim que eu o defino. 

E que a Força esteja conosco para aguentarmos a ansiedade para os próximos episódios!

Nenhum comentário:

Postar um comentário