11 de dezembro de 2015

Quantos post-it você tem?


Ontem, comecei a arrumar minha agenda do ano que vem. Minha cabeça não funciona sem uma, eu anoto tudo o que preciso fazer para não esquecer depois. Comecei a anotar os aniversários. Pensei comigo, para não gastar muitos post-it, vou anotar só das pessoas mais importantes pra mim. E olha, não gastei nem um quarto do bloquinho.


Sabe aquela história de "os verdadeiros a gente conta nos dedos?". A gente só se dá conta do quanto isso é verdade quando paramos para pensar sobre. E esse simples ato de marcar os aniversários em uma agenda me faz refletir sobre quem eu de fato confio da minha vida. Quem está sempre aqui por mim. E não digo somente para eu desabafar, contar coisas ruins que aconteceram comigo. A verdade é que coisa ruim quase todo mundo gosta de ouvir, contanto que venha dos outros e não te afete (é triste, mas é verdade). Mas e aquelas pessoas para quem você pode contar como foi seu dia? Contar como você está feliz por algo, porque sabe que elas não vão invejar, mas ficar genuinamente felizes por você? Com quem você consegue ter uma conversa séria e madura sobre a vida? Quem te escuta de verdade e te dá conselhos? Olha, para falar a verdade, se eu fosse marcar na minha agenda somente essas, eu já tiraria alguns post-it que colei. Porque eu posso até ser esse tipo de amiga para alguns, mas não tenho certeza se eles são para mim. 

Já fiquei muito chateada com esse assunto. Hoje, percebo que o mundo inteiro está sozinho, e se você tem ao menos uma pessoa que pode confiar nesse tanto que falei, você está no lucro. E eu me considero sortuda, porque ainda tenho alguns post-it restantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário