20 de maio de 2016

Notas sobre mim

"Notas sobre ela: felicidade foi quando ela aceitou a sua intensidade e tomou banho de chuva nas suas próprias tempestades" - Zack Magiezi 

Ao escrever essa frase, esse tal de Magiezi (com todo o respeito) com certeza estava me observando de uns tempos para cá. Ele viu que, depois de um longo período lutando contra as minhas nuvenzinhas internas, que insistem em se revezar para bloquear o meu sol, eu decidi deixa-las e ser feliz com os raios que eu recebo. E se só chover, eu aproveito e tomo um banho, me lavo de tudo de ruim e sujo está dentro de mim para depois recomeçar. 

Anotem aí: o "viveram felizes para sempre" é só em contos de fadas. Ninguém é feliz sempre, ou para sempre. Ninguém está em plena paz e satisfação, e por um simples motivo: isso vai contra a nossa natureza. Nós, humanos, somos eternos insatisfeitos: temos a capacidade de sempre encontrar algo de ruim (alguns mais do que outros), e tratamos como se fosse os fins dos tempos. "Nunca vou conseguir ser feliz se isso não se resolver". 

Errado. Você vai ser sim muito feliz mesmo com um milhão e meio de problemas na sua cabeça, tanto reais quanto criados. Basta aceitar sua própria capacidade de conviver com eles. Acreditem, vocês não estão sozinhos: mesmo que não pareça, todo mundo fica debaixo de uma chuva de vez em quando. A questão é que, se você luta contra ela, acaba se afogando. Se dança, aprende que ela pode não ser tão mau quanto você pensava; e o sol sempre saí de novo. Sempre. 

Felicidade não é ausência de problemas; é aceitação de que eles sempre estarão lá, mas que isso não é motivo para não procurar ser feliz do jeito que dá. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário