31 de outubro de 2016

O que eu quero ser quando crescer


Sabe quando você é pequena e te perguntam: o que você quer ser quando crescer? Então, eu já dei algumas respostas.

Quero ser veterinária.
Quero ser bióloga.
Quero ser psicóloga.
Mais recentemente: quero ser jornalista e escritora.

Ainda quero. E quero ser uma pessoa feliz, realizada, construir uma família e sempre levar comigo uma lista de sonhos com alguns rabiscados e outros por rabiscar. 

Mas esses dias eu estava pensando, e apesar de querer muito tudo isso, eu quero mais ainda algo que depende apenas de mim. Eu quero ser uma boa pessoa. 

Quero ser uma boa filha, uma boa irmã, uma boa amiga, uma boa namorada e uma boa futura esposa e mãe. Quero sempre ser uma versão melhor de mim mesma: mais paciente, mais gentil, mais cuidadosa. Quero sempre lutar para que as minhas qualidades me definam mais do que os meus defeitos e que as pessoas lembrem de mim com carinho.

Imagina que louco se todo mundo também quisesse isso? Se todos nós nos esforçássemos todos os dias para sermos pessoas melhores do que fomos ontem? 

Ainda não é tarde. Aliás, nunca é. Então, seja melhor. Sorria para as pessoas, seja educado(a), respeite as limitações alheias. Sobretudo, entenda que ninguém quer ser uma pessoa melhor para ser mais valorizado pelos outros; infelizmente, as pessoas se acostumaram demais com a escuridão e desaprenderem a valorizar os pontinhos de luz.

Seja melhor por você e pela certeza de que, por onde você passa, você deixa um rastro de bondade, de gentileza e de energias positivas em um mundo tão carente disso tudo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário