12 de outubro de 2016

Resgatando um pouco da minha infância

É praticamente impossível não lembrar da nossa infância com saudosismo. O dia de hoje, Dia das Crianças, é ainda mais propício para olhar fotos antigas e lembrar de tempos que a gente não precisava se preocupar com nada que não fosse brincar, correr, pular e ser feliz. 

Ao mesmo tempo, concordo plenamente com os que dizem que cada fase da vida tem suas delícias e seus sofrimentos. Claro que, quando eu era criança, tinha meus problemas e desafios que na época pareciam enormes e muito difíceis. E claro que eu agradeço tudo o que a minha atual fase me proporciona. Mas não há como negar como faz falta a nossa inocência, a nossa imaginação e a nossa capacidade de não ver maldade nas coisas ou nas pessoas. 

A verdade é que sou fã da ideia de levar na nossa caminhada um pouco de cada fase que passamos. Afinal, cada uma nos proporcionou ensinamentos diferentes e ajudou a desenvolver traços da nossa personalidade que não devemos abandonar durante o processo de amadurecimento. Por exemplo, da infância em especial, quero levar uma das minhas características que eu mais gosto: a de ficar feliz com pouco. E, claro, meu amor por tudo o que venha da Disney. Isso não muda nunca!

Para esse dia, quero novamente compartilhar com vocês algumas fotos antigas. Dessa vez, fotos que resumem um pouco do que eu mais amava fazer quando era menor (de idade, não de tamanho, claro). Espero que gostem e que se sintam motivados a não só relembrar esses momentos com muita felicidade, mas a resgatar em vocês um pouco da criança que ficou lá atrás, mas que nunca deve morrer dentro da gente.
Sempre gostei de brincar mais de bichinhos de pelúcia do que de boneca. Mas essas duas eram muito especiais pra mim. Denise e Valentina foram minhas primeiras amigas e me ensinaram a gostar das pessoas independente das diferenças. 
Eu amava participar de apresentações na escola em que eu era um animalzinho. No caso, um inseto. Alguns anos depois, posso dizer que eu ainda sou uma borboleta: sempre passando por metamorfoses. 
Ler, ler e ler mais um pouco. Meu amor por livros vem desde novinha e vai continuar pra sempre. Nesse dia, estava lendo um livro que já falei aqui no blog: Bisa Bia, Bisa Bel.
Minha irmã veio ao mundo pra me acompanhar em todas as minhas aventuras. Inclusive andar em um cavalo-vassoura, já que a gente não podia ter um de verdade como era nosso sonho. 
Combinandinhas e esperando o Natal, minha época favorita do ano desde sempre.
Nós fomos daminhas de honra várias vezes quando pequenas. Se eu amava usar aqueles vestidos de princesa? Imagina! 
Meus primos estavam presentes e com certeza foram os responsáveis por vários dos momentos mais incríveis da minha infância. E sabe o é melhor? A gente precisava de muito pouco para nos divertir juntos.
A alegria da criança que ama comer milho depois de um banho no mar. 

2 comentários:

  1. Milho na praia ♥
    Que criança fofa! Aquela primeira foto da vontade de apertar mesmo hahahaha
    Amei as fotos! Resgatar nossa infância é sempre bom!
    Beijos, Ana do dia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem coisa melhor? <3
      Obrigada Ana!! É uma delícia resgatar um pouquinho dessa fase tão gostosa né?
      Grande beijo!

      Excluir