4 de janeiro de 2017

A coragem de admitir que não está tudo bem


Uma olhada rápida nas redes sociais das pessoas nos faz perceber que, pelo menos no mundo virtual, todo mundo segue o conselho de ser feliz com as pequenas coisas. Afinal, tudo vira motivo de foto, que vem acompanhada de emojis, ilustrações e milhões de filtros diferentes para mostrar o quanto estamos curtindo o que a vida nos oferece. Acho que isso seria extremamente benéfico se conseguíssemos levar tal entusiasmo para além do Facebook, Instagram e Snapchat e materializa-lo na vida real. Mas é uma pena que, depois da foto ser feita e postada, é hora de reclamar da vida e sofrer por coisas minúsculas. 

O fato é que todo mundo é feliz nas redes sociais porque elas nos dão a possibilidade de mostrar apenas o que a gente quer. E se nós, meros mortais, temos essa necessidade de mostrar o quanto estamos felizes, imagine os youtubers. Eles compartilham cada passo que dão (alguns mais do que os outros) e cuidam para manter uma imagem de positividade e ânimo o tempo todo para as pessoas que os acompanham. 

Mas acontece que ninguém está bem o tempo todo. Mesmo os afortunados apanham da vida de vez em quando. Por isso, eu admiro os poucos youtubers que já fizeram vídeos admitindo que também são seres humanos e possuem suas falhas e momentos tristes. Afinal, o que nos aproxima desses profissionais do século XXI é justamente o fato deles produzirem um conteúdo que é acessível e muito próximo da nossa vida real. E a vida real não é sempre tão cor-de-rosa como a maioria deles querem passar. 

Assim, selecionei cinco vídeos de youtubers (não consegui achar outros, por que será né?) que nos dão uma lição de como as coisas nem sempre são como a gente quer, e apesar do mundo cobrar da gente felicidade em tempo integral, não tem nada de errado em admitir que não está tudo bem. 

1. Beca Brait


A Beca é uma blogueira de Campinas que produz um conteúdo voltado para beleza e estilo de vida. Nesse vídeo, ela fala um pouco sobre o seu divórcio e sobre depressão e dá uma lição de como dar a volta por cima quando a gente chega no fundo do poço. 

2. Karol Pinheiro


Mais do que falar sobre algo ruim que aconteceu com a gente, também é muito difícil falar sobre um defeito que nos prejudica tanto. Ansiedade é algo presente na vida de muitas pessoas, mas poucas entendem a seriedade e a importância de se procurar ajuda quando ela começa a extrapolar. Selecionei esse vídeo porque, além de me identificar com o assunto, a Karol relata com muita leveza a sua experiência como pessoa ansiosa e dá algumas dicas de como controla-la (lembrando que nada anula uma consulta com especialista se você achar que precisa, viu?). 

3. Bruna Vieira



Eu costumava pensar que a Bruna tinha uma vida perfeita. Ela é uma das blogueiras de mais sucesso do Brasil e vive compartilhando os momentos incríveis que o Depois dos Quinze proporciona pra ela. Nesse vídeo, porém, eu conheci um outro lado dela: o lado humano que sente a dor da partida do namorado e que precisa aprender a lidar com mudanças radicais que estão por vir. Tenho vontade de abraça-la e dizer que vai ficar tudo bem, de tão emocionante que é o comecinho desse vídeo. 

4. Niina Secrets

A Niina realmente me impressionou nesse vídeo. A maneira como ela, de fato, abre o coração e conta sobre a sua experiência com depressão mexeu muito comigo e me fez admira-la por ter a coragem de admitir, de forma tão clara, que não estava tudo bem. Além disso, ela fala exatamente o que eu disse no começo desse post: que os youtubers, apesar de terem a vida muito boa, também são seres humanos com problemas e dificuldades. 
 

5. Jout Jout


Jout Jout resume tudo o que eu disse nesse post em um vídeo de 3 minutos e 46 segundos. TÁ TODO MUNDO MAL. Apesar do que dizem as redes sociais, todas as pessoas, sejam youtubers ou não, tem os seus dias ruins e suas batalhas diárias que a gente não conhece. 


Pois é, pessoal: estamos juntos nessa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário