2 de fevereiro de 2017

Felicidade no século XXI


Viva como se você fosse morrer amanhã. Não fique em casa no final de semana jamais. Saia tanto da sua zona de conforto que você nem seja capaz de criar uma. Lute pelos seus sonhos todos os dias, em todos os momentos. Priorize apenas experiências novas, sem dar tempo para o que você já conhece. Só assim você vai ser feliz

Não me espanta que o mundo hoje seja composto por pessoas ansiosas, estressadas e com diversos problemas psicológicos. Me diz quem que aguenta viver uma vida em que felicidade significa testar os seus limites o tempo todo e conforto é sinônimo de fracasso. O problema é que o mundo nos impõe o modelo citado acima e esquece o mais básico dos princípios: ser feliz é fazer o que a gente ama, independente do que seja, e estar com quem a gente ama, independente do lugar. E aí quem não se enquadra neste padrão se sente culpado por não procurar a felicidade do jeito certo, quando na verdade não existe jeito certo e você pode já estar perfeitamente satisfeito com a vida que tem, mas deixa que os outros te digam o contrário. 

Euzinha estou aqui para dizer pra vocês que ser feliz é ficar em casa, descansar e assistir o seu filme favorito pela milionésima vez. É ir com seu amor e com seus amigos no mesmo restaurante que vocês vão desde que se conheceram. É viajar para o mesmo lugar só pra reviver o que te encantou. É dar risada até doer a barriga da mesma piada ou do mesmo vídeo. É conhecer novos mundos através de um livro. É comer a nossa comida preferida. É dormir em uma cama quentinha do lado de alguém especial. 

Mas ser feliz também é sentir alívio por saber que conseguiu fazer algo que você não achava que ia conseguir. É realizar sonhos. É dar espaço para o novo. É enfrentar os nossos medos. 

O que eu quero dizer é: não existe modelo de felicidade. Lá no fundo, você sabe o que faz seus olhos brilharem e o que traz paz para o seu coração. Vá atrás disto e não se sinta culpado se você não está tomando um vinho caríssimo em seu apartamento chique que você conquistou com muito trabalho enquanto espera seu marido perfeito vir te buscar para jantar no melhor restaurante da cidade (exagerei bastante, eu sei), porque dá pra ser feliz em um pequeno apartamento assistindo Netflix com seu amor esperando a pizza chegar. Ok?

Nenhum comentário:

Postar um comentário