10 de fevereiro de 2017

Mais um aninho


Recentemente, cheguei a conclusão de que o nosso aniversário é um dia muito sensível. A gente quer que ele seja especial, mas se você parar bem pra pensar, é um dia propício a acontecer coisas ruins como todos os outros; mas, se algo acontecer JUSTO nesta data, parece que tudo fica muito pior. 

Então, como parte do meu processo de amadurecimento, aprendi a valorizar no meu aniversário, mais do que nos outros dias, todas as menores coisas que podem deixa-lo mais incrível. A verdade é que não precisa de muito. Abraços, felicitações e aquela energia positiva gostosa que recebemos são suficientes para a gente ser feliz e ir dormir no final agradecendo todos os presentes que recebemos diariamente, mas quase nunca reparamos. 

Mas, em 21 anos de existência, também aprendi algumas outras coisinhas. 

Aprendi, por exemplo, que nós estamos em constante evolução. Sempre achei que chegaria aos meus vinte anos com a minha personalidade formada, e a partir daí só continuaria aprendendo coisas novas, mas nunca me mudando. Hoje, sei que já tenho grande parte da minha essência definida, mas também sinto que muitas coisas sobre mim ainda vão mudar; para melhor, como sempre tentarei. 

Também aprendi que é inútil tentar excluir completamente os meus defeitos, mas é totalmente possível torna-los mais brandos para que a minha convivência com outras pessoas seja mais pacífica. Não tenho mais vergonha do meu lado negro porque finalmente entendi que ninguém nasce perfeito e só com luz. Todo mundo tropeça, levanta e começa de novo. Não preciso mais me sentir péssima quando isto acontecer comigo.  

Além disso, eu sempre achei que a gente vinha pra esse mundo com uma missão. Um propósito. Ainda acho, na verdade, mas o que mudou é que agora eu acredito que temos várias missões em diferentes situações. Quando completamos uma, a outra chega, sempre com focos distintos. Algumas vezes, precisamos ajudar alguém. Na próxima, nos ajudarmos. E assim vai. 

Por fim, aprendi que se conhecer é a melhor coisa que existe. Saber o que a gente ama, o que nos machuca, o que faz nossos olhos brilharem, o que nos motiva a ser melhor, tudo isso nos fortalece para enfrentarmos os obstáculos da vida. É como se déssemos as mãos para nós mesmos e, juntos, caminhássemos para passar por tudo da melhor forma possível. 

Hoje, neste dia 10 de fevereiro de 2017, eu estou andando lado a lado com uma Ana Luísa de 21 anos que está aprendendo a ser adulta, mas ao mesmo tempo, não abre mão de manter a criança que a ajuda a passar pelos momentos mais difíceis porque sabe se distrair facilmente e encontrar a felicidade nas menores coisas. Juntas, nós vamos longe ainda. 

Um comentário:

  1. Que lindo, parabéns Ana! Te desejo muitos anos de vida, luz e amor. Que você e seu blog cresça cada dia mais. Um grande beijo e tenha mais um ano de realizações e crescimento pessoal! <3
    Com amor: Feminices <3

    www.blogfeeminices.blogspot.com

    ResponderExcluir