14 de fevereiro de 2017

Relatos de um dia torto


Meu dia começou cedo. 2h e pouco da manhã, meu estômago me acordou com o objetivo de me punir por ter comido empadinhas uma hora antes dormir. Ok, eu mereci. Meio com dor meio dormindo, fiquei um bom tempo num limbo entre meu quarto e o banheiro até que decidi pedir socorro aos médicos da casa (vulgo meus pais) porque eu realmente precisava voltar pra cama. Remedinho tomado, estômago mais calmo, vamos começar de novo. Dormi. 


Acordei com um bom dia da minha cólica. A partir deste momento, eu soube que o universo só podia estar tirando uma com a minha cara, e assim seria pelo resto do dia. 


Claro que eu estava certa. Meu colar novo que eu esperava ansiosamente para usar embolou todo e só foi me deixar colocá-lo no meu pescoço quando eu ameacei atirá-lo para bem longe. Aí veio a minha primeira aula na faculdade na qual eu tive que entender de uma vez por todas que sim, este é meu último ano e um TCC precisa ser feito. Admito que isto rendeu algumas crises existenciais que me fizeram companhia durante o dia. 

Fui trabalhar. Agora me digam, em um dia como este, quais são as chances de eu conseguir fazer uma baliza de primeira? Isso mesmo. Dancei com o meu carro para colocá-lo em uma vaga muito mais fácil do que várias outras em que já parei enquanto um grupo de pessoas ali perto olhavam aquela cena e se perguntavam se eu realmente tinha carteira de motorista. Juro que eu tenho.

E mais cólica no final da tarde, desta vez acompanhada daquela sensibilidade que não se pode ver ou ouvir nada que já dá vontade de chorar. 

MAS calma. Nem tudo esta perdido. Consegui deitar um pouco antes de ir trabalhar, e isto fez uma diferença no sono acumulado de uma noite mal dormida. Meu trabalho foi leve. De quebra, ganhei um bolo maravilhoso e um parabéns pelo meu aniversário de semana passada. Voltei pra casa cantando Nando Reis. Fiz esteira assistindo minha série favorita. Tomei banho, jantei e aqui estou, relatando os fatos de uma terça-feira torta para, no final, mostrar pra vocês que, sim, existe algo bom em todos os dias. O universo é sacana, mas ele também sabe compensar. 

Levem esta bela mensagem para os próximos dias tortos que virão. 

2 comentários:

  1. Cheguei agora no seu blog e amei. Gosto das resenhas e dos textos. Desejo muito sucesso!

    ResponderExcluir