17 de fevereiro de 2018

Mudar em paz

"Quando a gente muda de verdade, muda em silêncio, muda em paz." - JL Amaral

Em um mundo onde tudo o que acontece nas nossas vidas é divulgado e compartilhado, nessa nossa mania de querer que os outros vejam e aprovem nossos comportamentos, existe algo que deveria ser só nosso, de mais ninguém: nossas metamorfoses pessoais. Aqueles doloridos e longos processos que passamos quando estamos caminhando para nos tornar indivíduos melhores em diversos sentidos. São momentos de reflexão, de olhar para dentro de si e buscar forças para mudar aquilo que deve ser mudado, e ao mesmo tempo, manter nossa essência, o que somos de verdade. Assim, não há motivos para fazer um escarcéu sobre isso nas redes sociais, pois durante esta fase, você é a sua melhor companhia e sabe exatamente o que precisa, e não as outras pessoas, que tentarão te dizer o que é certo e o que é errado baseado em suas próprias experiências. 

Percebam que eu estou batendo bastante na tecla de metamorfoses. É que isso diz muito sobre a fase que eu estou passando. Além do mais, eu acho linda a capacidade dos seres humanos de mudar de acordo com o que lhes é exigido pela vida. Acredito que quem é resistente a este tipo de transformação não sabe o que está perdendo. É difícil, mas ao mesmo tempo muito gratificante olhar para trás e ver que conseguimos nos tornar uma versão melhor de nós mesmos, e que está evolução continua acontecendo. Tudo com calma, na paz do nosso silêncio interno, para que os exageros do mundo não influenciem este momento e te levem para um caminho que não é o seu. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário