16 de maio de 2018

Autocoaching: lidando com as chateações


Desde que comecei a praticar o autocoaching, venho descobrindo formas de lidar melhor com as coisas que me machucam no dia a dia e que, no momento, eu não tenho como eliminar completamente. Isso porque, quando a gente começa a se conhecer melhor, descobrimos mais facilmente, por exemplo, o que pode desencadear uma angustiazinha chata, que nos acompanha o dia todo, e o que tem o poder de minimizá-la. Também entendemos porque nossas crises existenciais começam e a importância de combater esses pensamentos destrutivos antes que eles nos dominem por completo e nos impeçam de viver em paz.

Dessa forma, meu convite de hoje é que você preste mais atenção em você mesmo(a) e anote tudo o que não te faz muito bem. Pode ser uma pessoa que enche o saco no trabalho, trânsito, computador lento, comentários inoportunos, indiferença alheia. Faça esse exercício durante uma semana. Depois, organize suas anotações em uma lista e, na frente de cada chateação cotidiana, proponha uma maneira de diminuir os seus efeitos. Você vai perceber que, enquanto para algumas a única solução é aprender a lidar, para outras existem saídas simples que vão te ajudar a ter um dia mais leve. Exemplo: o caminho da sua casa até o seu trabalho é insuportavelmente chato? Melhore-o com uma playlist bem animada. Dizem por aí que quem canta seus males espanta. Não custa tentar, não é mesmo?

A ideia aqui é tentar não começar a segunda-feira já desejando pela sexta. Claro que ter uma boa semana não depende só de nós; existem muitos fatores que estão longe do nosso controle. Mas pelo menos a nossa parte estamos fazendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário