21 de maio de 2018

Se você sente, demonstre


Pode até parecer que não, mas a verdade é que todo mundo anda se sentindo meio solitário. As redes sociais tentam dizer o contrário, porém, muitos andam caminhando há tempos de mãos dadas apenas com as suas preocupações e frustrações diárias, olhando para os lados sem enxergar ninguém com quem se possa dividir as angústias e até mesmo as alegrias. Nessa aparente escuridão total em que a maioria está imerso, acender a luz depende de algo simples e, ao mesmo tempo, desafiante: não ter medo de demonstrar o que você sente pelos outros. 

Se você ama alguém, fale. Se você admira, também. É difícil, eu sei, e pode ser que você receba alguns olhares desconfiados. Se você não se sentir a vontade, não precisa ser tão explícito, pois existem diversas formas de mostrar os sentimentos que estão aí dentro e que precisam sair para trazer mais cor para esse mundo tão cinza. Você pode escrever um bilhetinho e deixar na mesa do seu colega de trabalho que você adora e que anda muito estressado com o tanto de coisas para fazer, dizendo que você sabe que ele vai conseguir. Pode comprar uma flor para dar para a sua mãe em um dia que ela está meio chateada. Pode levar seu irmão no cinema para ele largar um pouco do celular. Pode mandar uma mensagem bonita para aquela amiga que está passando por uma fase ruim, para lembra-la do quanto ela é especial.

Mostre que você está ali sem esperar nada em troca. As pessoas merecem saber o que você sente por elas. Ou melhor: precisam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário